Coaching para concursos: 10 coisas que você precisa saber antes de fazer

Coaching para concursos

Está na moda falar em coaching para concursos públicos.

Na verdade, o “coaching” já existe há muito tempo e pode ser aplicado em diversas áreas da sua vida, especialmente naquelas que exigem uma melhora da performance para alcançar determinados objetivos.

Existe coach para emagrecer, parar de fumar, falar em público e diversos outros tipos. O coaching na área de concursos, por sua vez, começou a se tornar mais conhecido a partir do final do ano de 2013.

Basta ver o gráfico abaixo que demonstra o histórico de pesquisas do termo no Google:

Histórico de pesquisas de coaching para concursos no Google
Histórico de pesquisas de coaching para concursos no Google

São cada vez mais populares os casos de estudantes que passaram nos concursos mais concorridos do país (Juiz Federal, Procurador da República,  Auditor da Receita Federal, Delegado de Polícia Federal, etc.) e que fizeram coaching durante a sua preparação.

Você que está pensando em iniciar os estudos ou até mesmo já iniciou, mas que ainda não fez coaching, deve ter diversas dúvidas sobre o assunto. Pensando nisso, resolvi escrever este artigo e abordar os principais aspectos do tema.

Antes de tudo, você precisa saber o que é coaching.

#1. O QUE É COACHING?


Segundo Villela da Matta, Presidente da Sociedade Brasileira de Coaching:

Coaching é um processo que visa elevar a performance de um indivíduo (grupo ou empresa), aumentando os resultados positivos por meio de metodologias, ferramentas e técnicas cientificamente validadas, aplicadas por um profissional habilitado (o coach), em parceria com o cliente (o coachee)”.

O coach é uma espécie de treinador, de personal trainer, de líder técnico e motivacional que vai te orientar a atingir uma meta.

Você já viu um campeão olímpico ou mundial sem treinador? Eu não.

Extrair o máximo de rendimento do seu potencial para chegar aonde você deseja no menor tempo possível. É nisso que o coach vai te auxiliar.

Guga e seu treinador Larri Passos
Guga e seu treinador Larri Passos

#2. COACHING PARA CONCURSOS PÚBLICOS


No coaching para concursos, como você já deve imaginar, a ideia é contratar um profissional (coach) que vai te ajudar a obter a aprovação em um concurso público.

#3. A ESCOLHA DO COACH


É importante escolher um profissional que se adeque às suas necessidades.

Existem coaches especializados em determinadas áreas, como a fiscal ou policial, por exemplo. Geralmente são pessoas que já passaram pela experiência do concurso com sucesso e obtiveram algum nível de certificação em coaching.

Você deve ficar atento a alguns aspectos para a escolha correta do seu coach.

Dentre esses aspectos, leve em conta o histórico do profissional em concursos, o tempo de experiência como coach, os depoimentos verdadeiros de sucesso de ex-alunos, informações prévias sobre a metodologia adotada, preço justo cobrado e, por fim, a empatia.

Se você odeia o seu coach, as chances de fracasso são grandes. É como escolher um psicólogo. Se não rolou empatia, encerre o contrato e procure outro.

Isso não significa que o coach tem que ser bonzinho com você. Pelo contrário. Uma das atribuições dele é cobrar, com certa rigidez, resultados concretos!

A escolha do coach

#4. FASES DO COACHING PARA CONCURSOS


1ª Fase: Entrevista inicial

Uma vez escolhido o profissional, é bastante provável que ele faça uma entrevista inicial com você. Essa é a primeira fase.

O objetivo dessa entrevista é te conhecer melhor. Ele vai fazer diversas perguntas, tanto pessoais como profissionais. Alguns coaches exigem que você preencha um formulário respondendo às mais variadas questões.

Certamente ele vai perguntar se você já sabe qual ou quais concursos pretende prestar e qual o seu grau de comprometimento para alcançar o objetivo.

Se você nem mesmo sabe qual concurso fazer, não se preocupe, ele vai te ajudar com isso também, a menos que o programa já tenha sido elaborado para um concurso específico.

2ª Fase: Planejamento

Uma vez definido o concurso no qual você pretende obter aprovação, começa a fase de planejamento.

Agora, ele vai te ajudar com a organização do tempo, elaboração de um cronograma de estudos, análise do edital, características da banca examinadora, seleção dos melhores materais, técnicas avançadas de leitura, memorização e anotação e, principalmente, definir metas que você tem que cumprir. Geralmente essas metas são semanais.

3ª Fase: Execução

Tudo planejado e ajustado entre você e seu coach, chegou a hora da execução. Essa é a terceira fase do método.

Executar significa estudar muito e cumprir as metas que foram estipuladas. Ao final da semana, você deve prestar contas (dar um feedback) do que fez ou deixou de fazer. Ao seu coach caberá realizar os ajustes necessários para a semana seguinte.

Lembre-se que, além das informações técnicas, o coach vai trabalhar também o seu lado psicológico. Nesse sentido, ele vai exigir disciplina e, ao mesmo tempo, tentar motivá-lo da melhor maneira para que você mantenha o foco e não desanime durante o percurso.

Alguns alunos se motivam por meio de punição e outros de recompensa. Descubra o que funciona melhor para você.

Ao longo da caminhada, as suas deficiências pessoais em termos de preparação tendem a transparecer com maior precisão. Um bom coach irá notá-las, te auxiliando a corrigi-las o mais rapidamente possível.

Esse tipo de percepção e de correção de eventuais falhas são fundamentais para o sucesso.

4ª Fase: Pós-coaching

Por fim, a última fase é chamada de pós-coaching. Se quiser, você pode contratar um coach para te acompanhar até o dia em que for, de fato, aprovado em um concurso.

Nesse caso, o treinamento vai durar por todo o período de preparação e esta fase será mais tênue e menos importante.

Porém, como a maioria dos coachings para concurso são temporários, o pós-coaching compreende as orientações finais do profissional para que você adquira a autonomia e a confiança necessárias para continuar sozinho a empreitada rumo à aprovação.

Afinal, os bons hábitos de estudo adquiridos durante o treinamento devem permanecer.

Infográfico coaching para concursos

Está gostando do artigo?

INSIRA SEU E-MAIL ABAIXO PARA FAZER O DOWNLOAD GRATUITO DO E-BOOK "#7 ESTRATÉGIAS NINJA PARA PASSAR EM CONCURSO PÚBLICO EM TEMPO RECORDE!"

#5. VOCÊ PRECISA FAZER COACHING PARA PASSAR?


Depende. Existem milhares de pessoas por aí que passam nos mais variados concursos sem contratar um coach. Nesses casos, é provável que o tempo para alcançar a aprovação seja maior.

Por outro lado, se você acha que tem deficiências no estudo, dificuldades de motivação,  foco, organização, disciplina e que, de maneira geral, pode melhorar a sua performance, passar por um processo de coaching será bastante útil para você.

Meu conselho?

Se tiver condições financeiras e comprometimento com o seu objetivo, contrate um coach. Vale o investimento!

#6. QUAL É O TEMPO DE DURAÇÃO?


Como mencionei, pode durar até você passar. É uma escolha sua. Nesse caso, os gastos serão maiores.

Você e seu coach decidirão juntos o tempo necessário, bem como o valor. É uma consultoria individual e cada caso deve ser tratado de forma específica.

A maioria dos coachings são temporários e alguns perduram por um tempo padronizado. Cerca de 3 meses é um período razoável para instalar na sua mentalidade e rotina hábitos saudáveis de estudo. Depois, é com você, meu caro!

#7. QUANTO CUSTA O COACHING?


Quanto custa coaching para concursoO coach é um profissional liberal e, como tal, os preços variam muito.

É como contratar um advogado. Quanto maior for a experiência e a fama do profissional, maior será o preço por ele cobrado. 

Existem cobranças por hora, por período fechado e até mesmo, em alguns casos, previsão de pagamento de “honorários de sucesso”, ao coach quando você conseguir a aprovação.

Grosso modo, um período de 3 meses de acompanhamento deve te custar algo em torno de R$ 2 mil a R$ 3 mil reais.

Parece um valor alto, mas como citei, acredito que vale o investimento. Quando tomar posse na carreira pública que você tanto sonha e estiver ganhando de R$ 7 mil a R$ 25 mil mensais, vai concordar comigo.

#8. FORMAS DE COMUNICAÇÃO


A forma de comunicação varia bastante. Depende do acordo que você fizer com o coach.

Pode ser presencial, por ligação telefônica, via e-mail, Skype, Whatsapp ou qualquer outro tipo de ferramenta de comunicação online.

Formas de comunicação com o coaching

#9. COACHING INDIVIDUAL OU EM GRUPO?


Existem basicamente duas formas mais comuns de fazer coaching: individual ou em grupo.

A principal e grande vantagem do coaching individual é o atendimento personalizado. Nesse caso, você vai receber uma atenção exclusiva do seu coach. Ele terá um tempo maior para analisar a sua personalidade, seus pontos fortes e fracos e para corrigir as suas eventuais falhas. A desvantagem fica por conta do o custo que, obviamente, é mais elevado.

No coaching em grupo, de outra parte, a vantagem está relacionada com o custo menor, bem como com a possibilidade de interação e troca de experiências com outros concurseiros que estão na mesma situação que você. A desvantagem diz respeito ao atendimento menos personalizado e mais padronizado, com dicas e sugestões mais gerais para abranger o grupo todo de alunos.

Se tiver recursos, opte pelo coaching individual. Se a grana for curta, faça coaching em grupo. Mesmo neste último caso vale mais a pena do que estudar sozinho e sem orientação.

Coaching individual e em grupo

#10. ONDE ENCONTRAR UM COACH?


Apesar de ser uma profissão relativamente nova, já existem diversos profissionais qualificados no mercado.

Basta fazer uma rápida pesquisa no Google que você vai encontrar alguns.

Informe-se bem antes de realizar a contratação.

Não sabe por onde começar? Visite os seguintes sites:

As informações prévias fornecidas pelos sites indicados são adequadas para você tomar a decisão sobre contratar ou não um profissional.

E você? Acha necessário fazer coaching para passar em um concurso?

QUER FICAR POR DENTRO DE TODAS AS NOVIDADES DO LOUCOS POR CONCURSOS?

Baixe Grátis o E-book: 

arrow

eBook 7 estratégias ninja para passar em concurso público em tempo recordehttp://www.loucosporconcursos.com/7estrategias-ninja/

  • Valéria W. M. Guedes

    Boa noite, Fábio. Ótimo post, mas chamo atenção para o fato de que deve-se observar também outros aspectos ao contratar um coach, como a formação do mesmo. O coaching envolve, além de técnicas de memorização, aprendizagem acelerada e leitura dinâmica, também conhecimentos de psicologia, inteligência emocional, neurolinguística, planejamento estratégico, liderança, gestão de pessoas e, principalmente, das ferramentas de coaching e suas aplicações. Para oferecer um trabalho de coaching de qualidade, a pessoa precisa ser qualificada, tendo realizado cursos nas áreas acima, como também especialização em coaching ou cursos de formação em institutos reconhecidos pelas principais organizações de formação em coaching internacionais. O trabalho que você citou se assemelha mais ao trabalho de mentoring, que é como um mentor para estudantes, auxiliando com técnicas de aprendizagem diversas, organização do estudo e do tempo, material didático, etc. O coach pode oferecer o mentoring, mas o mentor sem formação jamais poderá oferecer o coaching. Ainda, é muito desejável que o mento tenha experiência na área do mentoring, mas o coach não precisa ter experiência em concursos para realizar o coaching, pois ele não entrega nada “pronto” ao coachee, ao contrário, desperta o potencial do coachee para que ele próprio consiga realizar as mudanças de que necessita. Gostei do teu blog e vou acompanhar. Sou administradora, funcionária pública federal concursada e, no momento, faço MBA em Coaching e especialização em Educação Cognitiva; pretendo trabalhar com Coaching para concursos. Grande abraço!

    • Fábio Manfrin

      Obrigado pelos esclarecimentos e por compartilhar seu conhecimento Valéria! Realmente foram muito valiosos. Abraços!