Como passar em concurso público em 7 passos

Como passar em concurso público em 7 passos

Você já sabe como passar em concurso público?

Muitas pessoas respondem a essa pergunta de uma forma simples: estudando!

É claro que estudar é o mais importante, mas não é tudo.

Existem pessoas que estudam por muitos anos e mesmo assim não passam.

E por que isso acontece?

Porque essas pessoas estão estudando do jeito errado.

Para passar em um concurso público você precisa seguir estes 7 passos:

  1. Tome a decisão de passar em um concurso público.
  2. Mantenha o foco em apenas um concurso.
  3. Baixe, imprima e leia o edital do seu concurso.
  4. Monte um cronograma de estudos.
  5. Estude por materiais de qualidade.
  6. Estude com eficiência e técnicas avançadas.
  7. Faça uma boa prova.

Eu vou te mostrar o que você precisa fazer em cada um desses passos.

1º Passo: A decisão de passar em concurso

O primeiro passo que você deve dar é tomar uma decisão de passar em um concurso público.

É uma decisão séria que você precisa tomar agora.

Muitas pessoas sonham em passar em um concurso público. Mas poucos são aqueles que realmente pagam o preço para alcançar esse objetivo.

A decisão firme de passar em um concurso tem algumas implicações.

Primeiro, você precisa saber que vai ter que estudar, pelo menos, de 3 a 5 horas por dia.

Além disso, você vai ter que abrir mão de muitas coisas que te dão prazer, como sair com amigos, ir para diversas festas, assistir todas as séries que você gosta, etc.

É claro que você vai aprender a dosar isso. Não precisa abrir mão do lazer completamente. Mas vai ter que equilibrar o seu tempo.

Não ignore essa decisão. Ela é um marco, um compromisso pessoal.

Preciso te fazer uma pergunta. Você quer mesmo passar em um concurso público? Por qual motivo? Está disposto a pagar esse preço para chegar lá?

Qual é o seu motivo?

Busque no seu interior qual é o verdadeiro motivo pelo qual deseja passar em um concurso público. É esse grande motivo que vai te dar forças para seguir em frente e superar todos os obstáculos.

Eu quero que você reflita um pouco. Pense no que vai ter que abrir mão para estudar e leve em conta como como sua vida vai melhorar quando for aprovado.

E lembre-se: a sua vida vai melhorar muito e para sempre!

Tenho certeza que vale a pena sacrificar um ou dois anos da sua vida estudando e depois passar o resto dela usufruindo de todos os benefícios do cargo.

Eu espero que você tenha compreendido a importância de olhar no espelho e com sinceridade tomar essa decisão.

A partir de hoje a sua vida vai ser diferente. Esse é o primeiro passo da sua vitória. Confie em mim e acredite em você, na sua capacidade.

2º Passo: Mantenha o foco em um concurso

Existe uma dúvida muito comum de quem está estudando ou pretende estudar para concursos públicos.

É melhor focar em um único concurso ou fazer qualquer concurso que aparece?

Calma, nem tanto ao céu, nem tanto ao mar.

As 3 alternativas de quem estuda para concurso

1) Estudar para um único concurso: nesse caso, a pessoa tem o sonho de seguir uma determinada carreira. Não há problema algum nisso. Se esse for o seu caso, siga em frente.

A única desvantagem é que esse concurso pode demorar muito tempo para sair. E isso pode gerar falta de motivação e fazer a pessoa a desistir.

2) Estudar para todos os concursos: nesse caso você pode até pegar um pouco mais de ritmo de prova, mas vai gastar muito dinheiro com viagens e dificilmente vai passar porque não tem foco e não domina o conteúdo do edital.

Já dizia o ditado: “Quem não sabe o que quer não chega a lugar algum”. Quem estuda para todos os concursos não estuda, na verdade, para nenhum. Em resumo, é uma péssima ideia. Não faça isso.

3) Focar em um único concurso antes do edital e fazer provas de concursos da mesma área: imagine que você está estudando para Delegado da Polícia Federal, mas o edital ainda não foi lançado. De repente, descobre que saiu o edital para a Polícia Rodoviária Federal e a prova vai ser em 2 meses.

Como você já estudou as disciplinas que são comuns aos dois concursos, vai baixar o edital do concurso da PRF, estudar apenas o que é diferente nesses 2 meses e fazer a prova. Essa, sem dúvida, é a melhor opção.

Você não ficar muito tempo sem fazer prova de concurso e vai ter mais chances de passar. Em resumo, você estuda para Delegado da PF, mas pode fazer qualquer concurso da área policial.

Por isso, é sempre importante que você comece estudando as disciplinas básicas, que são cobradas em todos os concursos da mesma área.

Esse raciocínio também vale para outras áreas, como a Fiscal, Bancária, Trabalhista, etc. Todas elas possuem disciplinas básicas comuns.

3º Passo: Lei o edital do concurso

O Edital é o documento publicado pela banca examinadora que contém todas as regras do concurso público.

É por isso que se diz que:

O Edital é a lei do concurso.

É o edital que vai dizer o cargo, a remuneração, as atribuições, os requisitos para fazer o concurso, o tipo e a data da prova.

E aqui vai a parte mais importante do edital:

  • as disciplinas que são cobradas;
  • os tópicos de cada disciplina que podem cair na prova;
  • mínimo necessário para não ser eliminado e
  • peso das questões de cada disciplina.

É por isso que o edital é a fonte de planejamento dos seus estudos.

Ele vai guiar como você vai montar o seu cronograma de estudos com base nas disciplinas que são cobradas no edital.

Até aqui você já tomou a decisão de passar em concurso público e decidiu em qual concurso vai focar seus estudos.

O terceiro passo é fazer o download, a impressão e leitura do edital do seu concurso.

Mas qual edital? Se o concurso ainda nem foi lançado?

O edital do último concurso que foi feito para o cargo que você escolheu.

Há uma tendência de que as matérias cobradas sejam as mesmas. Pode vir alguma alteração quando o novo edital for lançado, mas isso você não tem como adivinhar.

Você pode usar o tempo de estudo após o edital e antes da prova para estudar o que é diferente.

Comece a estudar hoje, com base no último edital do seu concurso.

Para baixar o edital é muito fácil. Basta entrar no site da banca organizadora e fazer o download ou entrar em um desses diversos sites para concursos que existem na internet.

O Google pode te ajudar com isso.

Leia o edital na íntegra e grife as partes mais importantes com caneta marca-texto. Pule somente os pontos que não se aplicam a você.

Depois, deixe o edital em cima da sua mesa de estudos.

Ele deve ficar aberto na parte das matérias que vão ser cobradas e vai ser o seu guia até o dia da sua aprovação.

4º Passo: Monte um cronograma de estudos

Existem diversas maneiras de montar um cronograma de estudos para concurso.

O problema é que nem todas funcionam.

Fique tranquilo.

Eu vou te mostrar como os primeiros colocados nos concursos montam os seus cronogramas de estudo.

O erro mais comum de quem está começando estudar para concurso é montar um plano tradicional.

E como seria um plano tradicional?

É aquele em que você faz uma planilha colocando na coluna da esquerda os horários, na linha superior os dias da semana e no meio as matérias que vai estudar.

Veja o exemplo:

Por que esse plano não funciona?

Porque o seu dia possui imprevistos, como ir ao médico por exemplo, e nem sempre você vai conseguir cumprir fielmente o que foi planejado.

Diante disso, você tem duas alternativas: a) refazer todo o plano para encaixar as matérias que você perdeu por conta do imprevisto ou b) pular as matérias que podem ser importantes para o seu concurso.

Essas mudanças constantes no cronograma levam à desmotivação e ao consequente abandono da planilha. É um verdadeiro desastre!

Por isso, o cronograma mais utilizado hoje em dia pelos primeiros colocados é o ciclo de estudos!

O ciclo de estudos é simplesmente uma sequência de matérias que você vai estudar, colocando uma carga horária para cada uma delas.

Por exemplo:

Você vai estudar até a última matéria, depois, vai recomeçar e repetir o ciclo, fazendo isso inúmeras vezes.

Vamos supor que hoje você tem 4 horas para estudar. Você estuda 1h30 de Português, 2h de Constitucional, e mais 30min de Administrativo.

Como você não cumpriu a carga horária completa de Administrativo, amanhã você reinicia estudando 1h30 de Administrativo para fechar as 2h e dá sequência às demais matérias.

Ao terminar a carga horária de Inglês, você recomeça o ciclo.

A principal vantagem do ciclo de estudos é que se você tiver algum imprevisto, pode sempre recomeçar de onde parou, sem precisar ficar refazendo o plano ou pulando matérias que não estudou.

Sempre haverá uma continuidade , priorizando com mais horas de estudo as matérias mais importantes ou com maior peso na prova.

O ciclo de estudos se adapta à sua rotina e não o contrário.

Outra vantagem é que, como você vai alternar bastante as matérias, não vai ficar muito tempo sem rever o mesmo conteúdo. Isso facilita bastante o processo de memorização.

Eu escrevi um artigo completo que ensinar em detalhes como montar um ciclo de estudos. Clique aqui para ler.

Eu também escrevi um ebook sobre como montar um ciclo de estudos. Ele é oferecido como um bônus do meu ebook Fórmula da Aprendizagem Acelerada. Clique aqui para conhecer.

A sua quarta tarefa é a elaboração de um ciclo de estudos inicial com as matérias básicas cobradas no último edital do seu concurso.

5º Passo: Estude por materiais de qualidade

A escolha dos materiais de estudo é uma das tarefas fundamentais para passar em um concurso público.

Você deve selecionar um material de qualidade para estudar. Assim, você vai passar mais rápido.

Estudar por material ruim vai te fazer perder tempo. E concurseiro de alta performance não pode perder tempo.

A pergunta é: como encontrar um material de qualidade?

A resposta é simples: pesquisa!

Você deve pesquisar qual é o melhor material ou cursinho para aquele concurso que você pretende fazer.

Pesquise no Google, em fóruns e sites de concurso, converse com quem está estudando ou com quem já passou nesse concurso.

Busque informação e você vai descobrir quais são os melhores materiais para o seu concurso.

Outra dúvida muito comum de quem está começando é sobre o tipo de material.

É melhor estudar por qual material?

É melhor estudar por livro, apostila, resumo ou fazer um cursinho presencial ou online?

Se você está começando, é importante fazer um cursinho, seja presencial ou online. Hoje em dia existem cursinhos pela internet muito bons.

Bons cursinhos disponibilizam materiais ou apostilas em PDF com conteúdo das aulas para apoiar o estudo. É uma excelente forma de começar.

O mais importante é que você construa o seu próprio material de estudo.

Você pode partir da apostila do cursinho e ir acrescentando nela tudo o que aprender de novo. Com isso, o seu material vai ficando cada vez mais robusto.

Depois, quando você terminar de assistir a todas as aulas do cursinho eu aconselho a estudar por conta própria. Esse é o estudo mais eficiente que existe. Ele é solitário e ativo.

Nessa fase, um bom jeito de evoluir é ler livros específicos para o seu concurso e complementar ainda mais o seu material.

Assim, ele vai ficar tão bom que você vai conseguir responder qualquer questão de concurso.

Em uma última fase, depois que esgotar as apostilas dos cursinhos e os livros específicos para concursos, pode partir para a leitura de livros mais acadêmicos.

Por fim, uma última dica:

O melhor material é aquele que te ajuda a resolver o máximo possível de questões.

Nunca se esqueça disso!

Pesquise e descubra quais são os são os melhores materiais e cursinhos para estudar para o seu concurso.

Depois que tiver isso definido, chegou a hora de colocar a mão na massa e começar a estudar para valer!

6º Passo: Estude com eficiência

Chegou a hora de começar a estudar para valer!

Eu vou te mostrar como fazer uma bloco de estudos de alto rendimento.

E o que é um bloco de estudos?

É um período de tempo de estudo solitário e ativo que envolve algumas fases destinadas a obter um alto rendimento no aprendizado e na memorização.

Bloco de estudo é aquele tempo em que você senta para estudar e somente quando terminar é que levanta e faz um intervalo.

Como eu disse antes, assistir a videoaulas é bom para quem está começando e precisa entender o conteúdo. Mas é uma forma de estudo passivo, com grau de retenção baixíssimo.

Estudar mesmo é quando você senta sozinho, abre o seu material, faz a leitura, esquematiza e tenta memorizar. Isso sim é estudar!

Se você quer aprender de verdade precisa praticar o estudo ativo.

Antes de tudo, você precisa separar um local na sua casa onde você vai estudar todos os dias.

Esse vai ser o seu ambiente de estudos. É importante que ele seja silencioso e esteja sempre organizado.

Quanto tempo deve durar um bloco de estudos?

No máximo 1h. Depois disso, seu cérebro começa a ficar cansado e sua atenção e retenção vão despencar. A qualidade vai cair.

A cada 1h de estudo ativo, você deve fazer um intervalo de 10 minutos.

Como estudar?

Antes de iniciar a leitura do material, você deve relaxar um pouco.

Um exercício de respiração ou uma meditação de 5min podem ajudar.

Isso vai colocar o seu cérebro em estado alpha, considerado o melhor estado para a aprendizagem.

Nesse momento, se quiser, você pode exercer a automotivação, com frases e pensamentos positivos.

Em seguida, deve começar a leitura. No meu eBook Fórmula da Aprendizagem Acelerada eu explico que a leitura mais eficiente é dividida em 3 fases:

1) Pré-leitura, onde você vai sobrevoar o material;

2) Leitura analítica, onde você realmente vai ler tudo com calma e

3) Leitura essencial, onde você vai prestar a atenção no que mais importa e que vai servir de base para a esquematização.

Terminada a leitura, você vai esquematizar os pontos mais importantes.

O esquema pode ser um resumo, um mapa mental ou um diagrama.

Fique a vontade e faça do jeito que você acha melhor.

É importante que você anote o que é mais importante na apostila que você está construindo.

Isso foi assunto do tópico anterior, lembra?

O próximo passo é tentar lembrar do seu esquema sem olhar no material.

Isso é o que os cientistas chamam de recuperação (recall). É a forma mais eficiente de aprender qualquer assunto.

Você estuda e depois tenta lembrar do que estudou, sem ver a resposta antecipadamente. Em seguida, confere se acertou ou errou.

O Anki é um software gratuito baseado em flashcards e no sistema de repetição espaçada e uma excelente opção para essa etapa.

Exemplo da pergunta de um flashcard do Anki
Exemplo da frente de um flashcard do Anki (versão Desktop)
Exemplo da respostas de um flashcard do Anki
Exemplo do verso de um flashcard do Anki (versão Desktop)

No meu eBook Fórmula da Aprendizagem Acelerada eu reuni as melhores técnicas de memorização que vão te ajudar muito nessa fase de consolidação do conhecimento.

Não há como explicar todas aqui em um único artigo.

Fui o primeiro a escrever um manual do Anki em português e um dos bônus do meu ebook são 6 videoaulas onde eu explico, passo-a-passo como usar o Anki e turbinar a sua memorização. Veja aqui.

E o intervalo?

Pronto. Chegou a hora do intervalo.

O intervalo é tão importante quanto as demais etapas da sessão de estudos.

Além disso, é durante o intervalo (e também durante o sono) que as suas conexões neurais são consolidadas, auxiliando no processo de memorização.

O intervalo, assim, possui duas funções fundamentais para a aprendizagem:

a) iniciar a formação de memórias do que acabou de ser estudado e

b) preparar o seu corpo e, principalmente o seu cérebro, para o próximo bloco de estudos.

Passado o intervalo, você já está pronto para mais um bloco de estudos.

Resolução de questões

Não se esqueça de resolver muitas questões durante a sua preparação.

Elas são importantes para consolidar o seu conhecimento e para te mostrar o quanto você ainda precisa estudar.

Existem diversos sites com bancos de questões de provas de concurso.

Neles você pode montar simulados e testar seus conhecimentos.

Geralmente esses sites oferecem um número limitado de questões que você pode resolver na versão grátis.

Para resolver um número maior de questões, ou até mesmo de forma ilimitada, você precisa fazer uma assinatura.

Um dos sites mais famosos de banco de questões é o Qconcursos:

Imagem do site Qconcursos
Imagem do site Qconcursos

7º Passo: Faça uma boa prova

A prova é o momento mais importante do concurso.

É ela que vai definir se você vai passar ou não no concurso público.

Você se preparou durante meses ou anos para chegar nesse momento e dar o seu melhor.

Para isso, você precisa chegar nessa hora sabendo de todos os detalhes.

Estilo de prova da banca examinadora

Cada banca examinadora tem um estilo de prova diferente. Algumas são de múltipla escolha. Outras são de marcar se a questão é certa ou errada, por exemplo.

Há concursos que cobram provas de redação e outros até mesmo prova oral.

Lá atrás você já deve montar o seu planejamento de estudos considerando essas diferenças. Quem se prepara adequadamente não tem surpresas na hora da prova.

É essencial que você chegue na prova preparado, com a consciência tranquila de que fez o seu melhor.

É isso que vai ter dar segurança e confiança para fazer uma boa prova.

Fique atento aos materiais que precisa e que pode levar no dia da prova. Tome cuidado para não cometer nenhuma irregularidade.

Você também deve prestar atenção ao tempo da prova. Já vi muito candidato que não conseguiu responder todas as questões por falta de tempo.

Qual é a sua estratégia?

Cada aluno tem a sua própria estratégia de execução da prova. Alguns preferem começar pelas questões mais difíceis; enquanto outros preferem começar pelas mais fáceis.

Há aqueles que preferem começar pela redação.

Você deve chegar no dia da prova sabendo exatamente qual vai ser a sua estratégia.

Preste atenção na hora de preencher o gabarito.

Muitos candidatos perdem pontos por esse erro bobo de marcar a questão errada no gabarito.

O ideal é que você saiba todas as respostas para as questões. Mas nem sempre isso é possível.

Em algumas você não vai ter nem ideia do que responder.

Para te ajudar nesses casos, eu escrevi um artigo que explica como aumentar as suas chances de acertar uma questão que você não faz a mínima ideia da resposta. Clique aqui para ler.

Prova terminada.

Agora é só esperar o resultado.

Se você passar, parabéns! Fez tudo certo e chegou a sua hora. Aproveite e seja feliz para o resto da sua vida.

Se não passar, não se abale. Pode ser que você não tenha estudado o tempo suficiente ainda. Continua estudando que a sua hora vai chegar. Confie em si mesmo.

Se tiver ido muito mal, corrija o seu rumo. Reflita sobre o seu método de estudo e ajuste o que estiver errado.

Lembre-se da máxima:

Concurso se faz até passar.

Uma das principais características do concurseiro de alta performance e que vai ser aprovado é a resiliência, ou seja, a capacidade de se recuperar e seguir estudando.

Seja resiliente e você vai passar em um concurso!

Conclusão

Eu espero que esse artigo te ajude a passar em um concurso público mais rápido.

Siga todas as fases e você vai aumentar muito as suas chances de ser aprovado.

Não há como esgotar o assunto em apenas um artigo.

Por isso, leia os outros artigos do Blog.

Eles possuem ótimas dicas que vão te ajudar a passar no seu concurso.

Continue aprendendo e a sua hora vai chegar.

Bons estudos!

Gostou do Artigo?

Então deixe o seu comentário abaixo.

Você está seguindo esses passos ou faz algo diferente?

Vamos aprender juntos.